Restrições para não vacinados passam a ser adotadas com maior frequência e com maior rigidez por países

Com a grande quantidade de pessoas que resistem para não tomar a vacina contra a Covid-19, alguns países estão adotam medidas restritivas.

Na maioria dos locais, quem não tomar a vacina não conseguirá entrar em vários locais públicos e até no próprio ambiente de trabalho. Há também a possibilidade de multa. Na Áustria, a partir do Mês de fevereiro, as pessoas que se recusarem a receber o imunizante podem ter que pagar até 3.600 euros a cada três meses. Já na Grécia a multa é de 100 euros mensais para os não vacinados.

No Brasil há algumas restrições para quem não se vacinou, como por exemplo não poder frequentar alguns locais, até mesmo locais de trabalho. Está em vigor na Câmara dos Deputados um Projeto de Lei que tornaria obrigatório as pessoas não vacinas custearem todas as despesas caso contraiam a doença.

A proibição de entrada de pessoas sem o passaporte vacinal está entre as restrições mais adotadas pelos países.

Deixe um comentário