Suspeito de envolvimento em morte de secretário de Bom Progresso é preso na Serra

Uma operação conjunta da Polícia de Bento Gonçalves  e da Brigada Militar de Pinto Bandeira prendeu um homem suspeito de envolvimento na morte do secretário de Saúde de Bom Progresso, Jarbas David Heinle de 44 anos. A prisão foi realizada na noite de quarta-feira (21). O crime ocorreu no dia 10. Cinco dias depois, na quinta-feira da semana passada, a Polícia Civil prendeu um homem de 37 anos também suspeito de envolvimento no crime – ele permanece detido.

Conforme a Polícia Civil, o homem, detido temporariamente, foi localizado no interior de Pinto Bandeira, trabalhando na colheita de pêssegos. O nome e a idade dele não foram informados. Assim como o primeiro detido, ele também é do município de Redentora, perto de Bom Progresso. 

— Nós temos alguns indícios e provas, em diligências realizadas, e precisávamos desta prisão temporária para continuarmos com a investigação. Temos alguns indicativos que ele pode ser suspeito de ter participado. Qual a participação dele nós estamos apurando — resumiu o delegado Marion Volino, que conduz a investigação.

O homem preso na Serra foi encaminhado ao presídio de Três Passos. Antes, ele passou pela delegacia do município para prestar depoimento, mas, segundo o delegado, “não referiu nada de relevante nesse momento”.

O crime ocorreu quando a vítima chegava na sua residência, na localidade de Linha Biriva, interior do município de Bom Progresso. Jarbas, que é filho do prefeito Armindo David Heinle (PP), foi atingido por três tiros. Ele foi levado ao Hospital de Caridade de Três Passos, mas já estava sem sinais vitais. O agressor teria esperado a vítima dentro da garagem da residência e fez três disparos antes de fugir.

Fonte :ZH

Deixe um comentário